11.2.08

Na terra

O Carnaval acabou e a vida volta à realidade. Retornei à academia, para continuar o programa de regime e reeducação alimentar. Depois dos feriados e das festas, todo mundo com muita preguiça estampada na cara.

Consegui não engordar muito, menos de 1 quilo, durante o Carnaval. Que bom, estou dentro da meta traçada pela médica. Não se trata somente de regime por causa da vaidade. É por questão de saúde e prevenção.

Durante o Carnaval vários navios aportaram em Ilhéus. Desta vez vieram vários estrangeiros. Franceses, americanos e outros. E todos os intérpretes sumiram. Soube que o pessoal do receptivo tentou entrar em contato comigo, sem sucesso. Eu estava longe, bem longe, curtindo outra festa. Não posso ficar na dependência de convites esporádicos de trabalho. Tenho mais o que fazer. Viajar, por exemplo.

O finzinho do verão ainda mantém turistas em Ilhéus. Em Salvador, alguns projetos musicais foram mantidos em fevereiro para segurar os visitantes na cidade. Aqui, depois de março a cidade vira uma coisa entre um chuveiro e um deserto de almas. Ou seja, muita chuva e pouca gente nas ruas.

1 comment:

Marcelo Mendonça said...

Na Bahia, é hora de dizer: Feliz ano novo